Sua mente está jogando contra você? Descubra.

 

Por Patrícia Andrade*

Na vida, nós jogamos dois jogos: um jogo interior, mental, e um exterior, de efeitos físicos. Se você já sentiu em algum momento que seus resultados estavam abaixo das suas expectativas, ou que as coisas dariam certo se você tivesse dito aquilo, feito isso, ou ainda que os outros e o mundo deveriam mudar para que você alcançasse seu objetivo, então sua mente está jogando contra você.

O jogo interior pode ser resumido nos seus pensamentos, sentimentos, emoções, valores, atitudes e crenças. Eles podem jogar a seu favor ou contra você, sendo interferências para seu desenvolvimento. O início do coaching surgiu como uma maneira prática e eficiente de treinar sua mente e suas atitudes para jogar no seu time e apenas somar ao seu potencial, e não subtrair.

Conhecido como o precursor do coaching, o americano Timothy Gallwey concebeu a ideia do jogo interior em seu livro The Inner Game of Tennis em 1974. A partir da sua experiência como professor de tênis, Gallwey sistematizou os componentes de um jogo, e chegou ao “jogo interior” e ao “jogo exterior”. O jogo exterior representa as técnicas e habilidades necessárias para ser um bom jogador, enquanto o interior faz referência ao estado mental correto ao praticar.

Nesse esporte, Gallwey observa que a performance do jogador equivale ao seu potencial menos as interferências. No caso, o tenista enfrenta não apenas o adversário do outro lado da quadra, que representa o resultado a ser alcançado, mas também um adversário interno, em sua mente. Mais frequentemente do que parece, o oponente interno é o embate mais difícil. Isso porque o jogo interior reflete a luta de cada jogador com suas próprias limitações mentais. Gallwey identifica o adversário interno como a parte de você que pensa, critica, analisa e se esforça exageradamente.

Por isso, o princípio básico do sucesso em qualquer jogo interior é a capacidade de se manter confiante, focado e relaxado. Assim, defende ele, se você ganhar mais controle sobre o seu estado mental e aprender a aproveitar o poder da sua mente, obterá um resultado diferente.

Para descobrir se seu jogo interior é uma pedra no seu caminho para alcançar o que deseja, analise se alguns desses obstáculos mais comuns estão presentes nos seus pensamentos e valores: o medo (de perder, de não melhorar, de parecer mau aos olhos dos outros), a falta de autoconfiança, a autocondenação, a falta de concentração, o esforço demasiado, o perfeccionismo, a frustração, a raiva, o tédio, as expectativas, o sentimento de perda de controle.

Se você se identificou com ao menos uma dessas interferências, o coaching pode ser um caminho para tirá-las do seu caminho. O método não te dá respostas, conselhos ou soluções prontas, mas ajuda você a encontrá-los ao equilibrar sua mente e seu comportamento a seu favor.

Desde Gallwey, o coaching foi ampliado, sistematizado e desenvolvido por especialistas até chegar ao que é hoje, uma ferramenta para o aumento da satisfação pessoal, aquisição de novas competências técnicas e comportamentais, aumento de performance de indivíduos, times e empresas, ou ainda para o desenvolvimento de carreira.

O jogo interior faz sentido para você? Como essas interferências afetam a sua vida? Conte a sua observação para nós. Quer conhecer melhor o coaching? Mande uma mensagem para duvida@ybr-coaching.com.

* Escrito a partir do artigo de Larry Lewis para o Healthy Lifestyles Livings Blog

 

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *